Empregados de biblioteca enviam e recebem material para a biblioteca, separam e arquivam livros, gravações de som e visuais, jornais, revistas e esclarecem informações gerais da biblioteca aos utilizadores

Bibliotecários e profissionais relacionados recolhem, selecionam, desenvolvem, organizam e mantêm coleções de bibliotecas e outros repositórios.  (ILO, 2018).

Probabilidade de risco baseado no estudo seminal de Frey e Osborne

Características do grupo profissional e ocupações similares

Outros empregados de apoio administrativo

Outros empregados de apoio administrativo separam e entregam correspondência, arquivam documentos, preparam informação para processar, verificam o estado do material, ajudam as pessoas que não sabem ler ou escrever desempenhando ainda outros deveres especializados (ILO, 2018)

  • Carteiros e similares
  • Arquivistas classificadores
  • Empregado de biblioteca
  • Arquivista de biblioteca
  • Arquivistas e curadores de museu

Informações básicas

Bibliotecários e arquivistas estiveram na vanguarda da digitalização até ao final da década de 1980 e o advento da RFID e outras tecnologias de triagem. Hoje em dia apenas uma pequena minoria de bibliotecas (universidade, municipal, nacional, privada) é gerida manualmente. O uso de chips RFID permite aos utilizadores usar máquinas de check-out sem precisar de interagir com outro humano. Avanços em tecnologias de automação permitiram o uso mais eficiente do espaço onde as máquinas digitalizam, identificam e recolocam os livros em minutos. A digitalização de arquivos permitiu também um uso mais disperso e seletivo de livros (físicos), assim os bibliotecários foram reduzidos a trabalhar em bibliotecas menores pelo facto do custo de instalar sistemas de gestão serem caros e o volume de trabalho reduzido também não o justificar. A digitalização afetou as ocupações de bibliotecários e arquivistas ao ponto de mudar a natureza dos seus empregos.

Exemplo de caso