Arquitetos de edifícios desenham edifícios comerciais, industriais, residenciais e recreativos, planeiam 

e monitorização a sua construção, manutenção e reabilitação (ILO, 2018).

Probabildiade de risco baseado no estudo seminal de Frey e Osborne

PROFESSIONAL GROUP CHARACTERISTICS AND SIMILAR OCCUPATIONS

Arquitetos, Urbanistas, Agrimensores, Projetistas e Designers

Arquitetos, urbanistas, agrimensores e designers planeiam e projetam paisagens, interior e exterior de edifícios, produtos para manufatura, conteúdos visuais e audiovisuais destinados à comunicação de informação. Realizam trabalhos de medição geográfica precisa, projetam, preparam e revêm mapas, desenvolvem e implementam planos e políticos para o controlo do território (ILO, 2018).

  • Arquitetos de edifícios
  • Arquitetos paisagistas
  • Designers do produto e vestuário
  • Urbanistas
  • Cartógrafos e Agrimensores
  • Designers gráficos e de multimédia
  • Arquiteto de interiores

Informações básicas

Sabendo que os jogos e pinturas foram alguns dos primeiros usos dados aos computadores, não é surpreendente que, com o advento e popularização da Internet e poderosos dispositivos móveis, surjam interfaces online que permitem aos cidadãos visualizar as suas propriedades e projetos pessoais. Os arquitetos utilizam Inteligência Artificial ou Inteligência Artificial Fraca (Narrow Artificial Intelligence) para ampliar partes do seu trabalho sobretudo relacionadas com Investigação. Estas eficiências vêm do “tecido de informação” ou de interações sociais na comunidade ou de preocupações de foro ambiental e de segurança para o local do projeto, a fim de tornar o projeto o mais funcional possível e otimizar a sua integração com o ambiente (Hannah, 2017).

A Inteligência Artificial tem amadurecido bastante, muito em parte devido ao contributo da indústria de jogos eletrónicos, na qual a Inteligência Artificial é utilizada no contexto de técnicas de envolvimento aprimorado do cliente com recurso a modelos 3D ou simulações para potenciais clientes, tal que estes possam experimentar o design proposto de uma forma muito mais abrangente (Hannah, 2017) (Gaget, 2017).

Uma das tecnologias de futuro que está rapidamente a atingir um bom nível de maturidade é a Impressão 3D, que, gradualmente, tem evoluído do patamar dos modelos e simulações para o patamar de edifícios físicos reais, alterando assim a natureza do próprio setor da construção civil.

Um dos desenvolvimentos futuristas seria a integração de tecnologias de IA nos projetos de habitação, ou até projetar as habitações em torno das funcionalidades da IA. Estes desenvolvimentos podem variar desde a integração de IoT (Internet of Things – Internet das Coisas) até a maximização do impacto dos dispositivos interconectados, em conjunto com AI, para otimizar o ambiente de construção.

Exemplos de caso